Umav Ozatroz

rimando, aspirando, transformando

Alvorada

Vem, verte teu calor sobre mim
Tenho frio de gelar ossos
É tanto que nem andar posso
Inerte qual estátua de jardim

Vem, faz de tesouro esse jardim
Folheado a ouro ele jaz nosso
Todas rosas, lírios e lótus
Com a última flor do latim

Vem, canta a meus ouvidos em latim
Ergue tua voz lenta em sonoro
Cântico que, esperançosos
Core nosso sangue carmesim

Postado do WordPress para Android

Anúncios

Recite também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: