Umav Ozatroz

rimando, aspirando, transformando

Ídolos

De poeta e louco
Todos têm um pouco,
E a mim sempre aprazia
Ter pouco mais que a maioria.

Mas não tanto quanto
  Certos mártires e pop stars,
  Corações e tripas a brilhar,
Subjugando em encanto
E em horror e em pranto
  Anônimos egos a se espelhar
  Agora mudos a desacreditar
Teu ato final e descanso.

Outro ídolo jovem se irradia
Apedrejado, sem a simpatia
De público esperando louco
De ti mais um pouco.

Postado do WordPress para Android

Anúncios

Recite também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: